Rapé especial de Páscoa chocolate, cacau e avelã trufado

Código: 2JVU9XM2T Marca:
Ops! Esse produto encontra-se indisponível.
Deixe seu e-mail que avisaremos quando chegar.

Trufado de Páscoa

Durante muito tempo quisemos lançar um rapé para comemorar não só as festividades do Natal como também as da Páscoa, tão marcadas pela gastronomia e por aromas intensos que cabem perfeitamente em um rapé. 

 Conseguimos, por fim, alcançar o resultado que tanto desejávamos! Claro que o protagonista desta época é o chocolate, mas não queríamos apenas uma nota óbvia, queríamos complexidade e o resultado nos surpreendeu. Não é simplesmente um "rapé de chocolate", pois chamá-lo assim não abrangeria todo seu potencial. Abaixo temos um pequeno gráfico, chamado de "roda dos aromas", que pode ilustrar melhor sua composição. 

A percepção pessoal e as memórias olfativas vão trazer de forma mais ou menos intensa esses aromas, que são dinâmicos, durante a degustação. A variação de método também pode carregar notas diferentes. Ou seja, desde a pitada clássica ao Boxcar, podemos perceber novos aspectos.

 

Review da Snuff Brazil

Rapé Império do Brasil Trufado-

Com moagem média, hidratação alta, mostrando uma textura densa e sedosa. Coloração escura acastanhada, quase negra. Nicotina média/baixa.
Uma imersão de alta complexidade numa linha aromática bem familiar ao paladar brasileiro e bem característica da época tema deste rapé. Um rapé que ao abrir a lata toma conta do ambiente e atraí a curiosidade olfativa dos arredores.
É uma mistura que gera variações de degustação a depender da técnica utilizada.
Inicialmente cai com suavidade e é extremamente fácil de farejar. Uma densa, cremosa e intensa massa alcoólica invade as narinas com profundidade, tendendo ao licor de chocolate meio amargo, sem o dulçor enjoativo, a qualidade de aromatização é alta. Apesar da cremosidade não temos referenciais lácteos até esse momento.
Após uma leve diminuição do licorado vemos a ascenção da avelã. Acastanhada com um leve e sutil toque tostado, nesse ponto temos referências olfativas de nutella e demais preparados a base de gianduia remetendo ao passado bélico italiano.
O alcoólico nesse ponto partiu para segunda nota e temos a explicação da cremosidade, manteiga de cacau envolve a mistura, trazendo unidade a nota de chocolate e avelã que evoluem em sincronia.
Há um toque abaunilhado envolto nesse contexto trazendo um leve dulçor formando a memória de ganache que remete ao denso trufado representado pelo contexto geral, se nota uma leve referência láctea.
Ao fundo o tabaco, levemente fermentado com sutis notas frutadas sendo mais evidente um toque amadeirado e terroso que com muito equilíbrio dão base a essa bela sobremesa.
Densidade e muita cremosidade são os resumos desse adocicado mas não enjoativo rapé.
O chocolate e o cacau se mantém em nota de cabeça até que chegamos a uma evolução interessante, ao fundo a avelã ganha corpo e mostra seu potencial, notas de castanhas vindas da combinação desta com a base trazem a memória as tradicionais amêndoas glaceadas baválias. Essa nota vai ganhando corpo e se misturando ao chocolate e baunilha remetendo a licor de amarula.
Uma degustação longa que se assenta num agradável toque achocolatado abaunilhado me remetendo a colomba pascal.

Sujestão do farejador: Um rapé de muitas referências aromáticas a brasileiros, já que a cultura olfativa é muito ligada ao paladar no país. Na lata lembra tabacos aromatizados de chocolate porém com qualidade e sem o terrível traço químico. Por vezes passamos por gianduia, trufas, licores, cacau, até um leve toque de conhaque se é notado. Um caminho intenso ao chocolate e suas diversas variações, acredito que trufado seja um nome minimamente humilde a uma mistura desse porte, não subestime sua alta complexidade. Há certa variação na cadência aromática de acordo com o método empregado, segurar a pitada trazendo seu calor junto a ela mostrou intensificar a cremosidade e diminuir seu teor alcoólico, como se fosse segurar um chocolate entre os dedos e o ver derretendo ás narinas.
Uma mistura que ficará marcada nesta data comemorativa.

Sobre a loja

Infelizmente, no Brasil o rapé é vendido em estado bruto, sendo apenas fumo picado, e em alguns casos é impossível de se utilizar, pois causa irritação. Nosso rapé é aveludado e com vários aromas naturais, sem adição de outros pós. Todos são produzidos segundo as receitas mais tradicionais da Europa e América.

Pague com
  • Pagali
  • Pix
Selos
  • Site Seguro

Império do Brasil - CNPJ: 43.246.410/0001-20 © Todos os direitos reservados. 2022


Para continuar, informe seu e-mail

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência em nosso site. Para saber mais acesse nossa página de Política de Privacidade